quinta-feira, 31 de julho de 2014

Leituras do mês - junho/14

    Olá!!

    Esse mês eu li bastante! Também, fui motivada pelo Booktuber-a-thon e pelo Maratona Literária 3.0, apesar de só ter participado oficialmente do último.



    Li duas HQs que recebi pelo NetGalley. Rocket Girl é divertida mas mais infantil, enquanto Meteor Men possui uma profundidade que eu não esperava.



    Em cópia física só li três livros, e todos eles muito bons. Bento é um ótimo livro de ação e thriller num mundo pós-apocalíptico onde vampiros agora não são mais lendas. Vale a pena conferir, e a resenha dele já saiu aqui. Man Drought é um romance situado no interior da região ocidental da Austrália e foi uma delícia de ler, virei visitante recorrente da biblioteca municipal, a resenha dele sai em agosto. E, Ender's Game (O Jogo do Exterminador, em português) é uma ficção científica que hoje em dia seria classificada como young adult bem legal. Já conhecia a história pois tinha visto o filme, e posso dizer que o livro tem muito mais profundidade e detalhes que fizeram a história subir alguns níveis no meu conceito. Vale a pena ler os três!



    A façanha mesmo ficou por conta dos ebooks, li seis deles no total, a maioria romances. The Teacher's Billionaire e A June Bride são romances leves e gostosinhos, mas sem grandes textos. Sisters in Love tinha tudo pra ser um romance de aquecer o coração, mas não consegui ser transportada para a história. O destaque vai para Running Back to You e Winters Heat, os dois me entregaram mais do que prometeram. O primeiro é um romance com um mistério que tem cenas gostosas e personagens bem desenvolvidos e o segundo é um thriller onde a vida da heroína e do mocinho correm perigo em várias situações. Dei 5 estrelas pra Winters Heat, super valeu a leitura.
    E por fim The Fringe Worlds é um livro curto com uma história de ficção científica que parecia ser bem divertida, só que seu único atributo, na minha opinião, foi ter me dado vontade de saber como o personagem principal vai se virar no resto da série, porque achei a leitura foi bem arrastada.


    E com isso eu li 10 títulos em julho. Acho q é um número recorde pra mim.
    Agosto tem Bout of Book 11.0 mas não sei se conseguirei participar, só mais pertinho da data que vou saber.
   
    Boas leituras para todos!!

TBR Pile Reading Challenge: July Wrap-up

    Hi!!

   Time for a quickly post to register what I have read this month for the 2014 TBR Pile Reading Challenge.

 

     In July I read another two amazing books! This challenge is definitely helping me to read the great titles that I have being wanting to read and was putting down for no specific reason.


 

Bento, by André Vianco
Ender's Game, by Orson Scott Card


     Bento already has review posted (link above), in Portuguese, and the last one will gain one next month.

    How was your July's reading?

    Ha det bra!!

terça-feira, 29 de julho de 2014

Belezas da Western Australia #02 - Cottesloe Beach

    Olá!

    Pra animar a terça-feira resolvi vir mostrar um pouquinho da beleza quase selvagem de uma das praias da costa oeste da Austrália. Cottesloe Beach fica a umas meia hora de carro do centro de Perth e tem areia clara, calçadas bonitinhas e área de preservação da flora nativa. Uma graça! Pena que o mar gelado me desencorajou totalmente a dar um mergulho.











    Ha det bra!

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Maratona Literária 3.0: Encerramento

    Hallo!


    Ontem encerrou-se o Maratona Literária 3.0 promovido pelo Café com Blá Blá Blá e outros blogs literários brasileiros, e essa semana foi bem produtiva! Apesar de ter alterado um pouco minhas opções de leitura eu alcançei a minha meta de ler muito e terminar alguns livros específicos.


    Resumão das leituras da semana:

          Terminei de ler:
          The Fringe Worlds, de T. R. Harris

          Comecei e Terminei de ler:
          Ender's Game (O Jogo do Exterminador), de Orson Scott Card
          Meteor Men, de Jeff Parker, Sandy Jarrel, e Kelvin Volo
          A June Bride, de Marybeth Whalen
          Winters Heat, de Cristin Harber
       
          Comecei a ler:
          Sisters in Love, de Melissa Foster

          Qde total de páginas lidas:
          Aproximadamente 966 páginas - Uau!!

  


    E como foi a semana de leituras de vocês?

    Ha det bra!!

Maratona Literária 3.0: Progresso Diário

    Bom dia!!

    Segundona começando animada por conta da terceira edição do Maratona Literária. Uhuuu!!

    Durante a semana irei atualizando este post com o meu avanço diário, e segunda que vem faço um novo post com o resumão, impressões e resultados da semana de intensas leituras.




     Para saber melhor sobre essa maratona literária dê uma lida no post oficial do Café com Blá Blá Blá, e para rever meus objetivos é só ver esse post aqui.


  • PRIMEIRO DIA - 21/07
         Primeiro dia de maratona é sempre cheio de expectativas e energia. Dessa vez não foi diferente, porém eu alterei um pouquinho a ordem das minhas leituras. Comecei terminando um livro que tinha começado no fim de semana, e decidi iniciar a leitura de Ender's Game ao invés de continuar The Magician's Guild. 
          Li uma boa média de páginas, mas espero que a terça renda bem mais.

          Lendo: Ender's Game (O Jogo do Exterminador), de Orson Scott Card
          Terminei: The Fringe Worlds, de T. R. Harris
          Qde média de páginas lidas hoje: 130 páginas

  • SEGUNDO DIA - 22/07
         Minha terça foi dedicada a leitura de Ender's Game, só não o terminei pq já estava com sono no fim do dia e queria ter atenção total para durante os momentos finais da trama. Eu esperava gostar do livro, contudo eu me surpreendi positivamente com a profundidade de alguns pontos da trama.

          Lendo: Ender's Game (O Jogo do Exterminador), de Orson Scott Card
          Qde média de páginas lidas hoje: 175 páginas

  • TERCEIRO DIA - 23/07
         Quarta foi o dia de me surpreender positivamente com as minhas duas leituras da vez. Ambas utilizaram o modo como a raça humana reage ao desconhecido e as ameaças externas. Foi um ótimo dia de leituras.

          Terminei: Ender's Game (O Jogo do Exterminador), de Orson Scott Card
          Comecei e Terminei: Meteor Men, de Jeff Parker, Sandy Jarrel, e Kelvin Volo
          Qde média de páginas lidas hoje: 190 páginas


  • QUARTO DIA - 24/07
         Meu quarto dia de maratona foi cheio de outras atividades, mas mesmo assim consegui ler um dos livros que me propus, o menorzinho deles.  

          Comecei e Terminei: A June Bride, de Marybeth Whalen
          Qde média de páginas lidas hoje: 120 páginas


  • QUINTO DIA - 25/07
         Meu foco sexta-feira foi na leitura, e com isso consegui avançar bastante no livro escolhido para o desafio Wheel-a-thon. 

          Comecei: Winters Heat, de Cristin Harber
          Qde média de páginas lidas hoje: 173 páginas

  • SEXTO DIA - 26/07
         Penúltimo dia da maratona, e depois de terminar o livro da vez eu tirei o dia para fazer outras atividades, afinal existem outras coisas tão bacanas quanto a leitura. :)  

          Terminei: Winters Heat, de Cristin Harber
          Qde média de páginas lidas hoje: 104 páginas

  • SÉTIMO DIA - 27/07
         Domingo foi dia de passear, mas mesmo assim consegui ler uma boa quantidade de páginas. 

          Comecei: Sisters in Love, de Melissa Foster
          Qde média de páginas lidas hoje: 74 páginas



    E a semana de vocês, como foi?!Recheada de leituras?

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Resenha: Bento

    Olá!

    A resenha de hoje é sobre o primeiro volume de uma saga de vampiros escrita por um autor brasileiro. Bento foi uma compra incomum, onde levei em conta a nacionalidade do escritor e as críticas positivas a seu trabalho, ignorando minha não preferência por livros mais aterrorizantes.



Título: Bento
Série: Saga o Vampiro-Rei - livro 1
 Autor: André Vianco
Editora: Novo Século
Formato da edição: brochura
Qde páginas: 520

  Desafios: Seriously Series Reading Challenge 2014 (series started in 2014)
Full House Reading Challenge 2014 (published before 2013);
TBR Pile Reading Challenge 2014;


Enredo:


     Numa noite a 30 anos atrás a história da humanidade foi mudada abruptamente. Metade dos seres humanos adormece de forma profunda e inexplicável, só isso já bastaria para instaurar um caos na sociedade, mas quando boa parte da população restante passa a agir como demônios da escuridão é o fim de uma era. Aquela passaria a ser conhecida como A Noite Maldita.

     Para sobreviver as pessoas passam a se agrupar em vilas ou aglomerados cercados por muros defendidos dia e noite, principalmente a noite. A solidariedade e o apoio ao próximo são essenciais nos dias atuais.
     Além dessa "doença" misteriosa, a Noite Maldita também trouxe o fim das telecomunicações, as ondas de rádio e eletromagnéticas aparentemente sumiram, toda e qualquer comunicação a distância não existe mais. Combustível é um item em extinção, assim como a energia elétrica, só conseguindo ser produzida de forma pontual.

     Enquanto o dia é dos humanos, seja para tentarem se proteger e produzir alimento, seja para caçar tocas e reforçar a segurança de suas comunidades, a noite é dos vampiros.

"O mundo estava tão diferente que, às vezes, era difícil de acreditar que se vivia no mesmo planeta. Vida: só experimentavam durante o dia, durante as horas de sol. Durante a noite fechavam-se, protegiam-se como podiam. Defendiam-se dos malditos noturnos. Dos monstros das trevas. Fechavam-se em comunidades como aquela. Cercadas por muros altos e vigias noturnos. Olhos abertos. Só relaxavam quando o sol nascia. Mas tremiam quando o astro rei deitava no horizonte. Sabiam que a luz era a única defesa inabalável. A escuridão era a chave que libertava o mal sobre a Terra. (...) " - pg 22

    Esses novos seres, antes foram pessoas comuns, que adoeceram e morreram no evento inexplicável, para levantarem outros, avessos a luz, mais rápidos e ágeis, não necessariamente mais espertos, só que com uma sede enorme por sangue.
     Sua organização é relativamente fraca, o que não os impede de minar as estruturas existentes a fim de dificultar a sobrevivência dos humanos despertos. Apesar de terem o sangue mais saboroso, são os adormecidos a principal fonte de alimentação dos vampiros. Aqueles que dorme não morrem.

     A luta pela sobrevivência está travada e os Rios de Sangue (aglomeração de adormecidos) são peças importantes nessa batalha.

     Sem uma regularidade específica, alguns adormecidos despertam nessa nova realidade, alguns deles chegam a acordar como vampiros, mas aparentemente a maioria continua humana, dentre esses uma pequeníssima parcela trás um poder especial que os sensibiliza à presença de vampiros, tornando-os caçadores. Verdadeiros guerreiros que alucinam quando sob ataque desses seres noturnos. Conhecidos como Bentos, eles são a grande esperança da humanidade.


Minhas impressões:

     Vamos conhecendo todo esse universo aos poucos, assim como Lucas, um bento recém acordado, que têm sob suas costas a responsabilidade de desempenhar papel principal numa profecia de salvação. Um papel que ele não pediu, não entende e não se sente preparado para exercer, mas que aos poucos lhe vai sendo revelado.

"Pouco a pouco, conversa a conversa, Lucas sentia-se montando o quadro real do mundo em que se encontrava. Era um mundo cheio de sangue e batalhas. O planeta havia submergido novamente na idade das trevas." - pg. 167

"(...) Aquele mundo novo assustava. Era um escolhido, no dorso de um cavalo numa cruzada inimaginável. Em busca de outros bentos. Em busca de uma profecia. Em busca de milagres e salvação." - pg. 212

     Vianco criou uma fantasia sobrenatural bem legal, os vampiros possuem alguns toques do autor e ainda assim tendem para o lado clássico – bebedores de sangue com aversão ao sol. A forma de organização deles é bacana de se ler e imaginar cavernas, salas e tocas recheadas desses seres dormindo durante o dia para despertarem famintos ao fim do crepúsculo. A maneira de caçar os humanos, usando até mesmo ¨mulas¨ para agirem por eles durante o dia. Como uma hierarquia primária vai sendo formada, e até mesmo entre eles a diferença entre o peão, o oportunista e os líderes existe.

     Mas apesar de essa ser uma história com vampiros, o foco principal em Bento é a sobrevivência e superação humana. A resiliência e força de lutar até o último suspiro, a união e camaradagem nascida nos momentos extremos. É a história de um herói, de vários heróis, que arriscam a sua vida pela salvar a dos que se ama e pela continuação de sua espécie.

     A narrativa do livro é fluida e corre rápida, as situações apresentadas são instigantes e o plot da história é bem amarrado. Só teve um momento em que achei o uso do sobrenatural meio forçado, mas nada que diminua o brilho da história, vai mais pro gosto pessoal mesmo.
     Recheado de personagens cativantes perdi um pouco da identificação com Lucas durante um período no meio do caminho, mas acredito que isso deva ser encarado na verdade como um ponto positivo para a escrita do autor, pois as decisões tomadas por ele são muito difíceis tanto para serem acatadas e postas em práticas, quanto para entendê-las.

     Outro aspecto legal do livro é a inclusão do país como um todo na história, as cenas não se passam só no sudeste ou são realizadas por cariocas ou paulistas, aqui, Belém e Belo Horizonte estão representadas, bem como a cultura indígena e a abundância de ecossistemas que temos.

     Gostei de ter entrado nessa história já tendo lido o prequel A Noite Maldita, contudo acredito que os leitores que comecem por Bento vão apreciá-lo tão quanto a mim. Fico agora contando os dias para continuar essa saga, e descobrir o que acontece com Lucas, Sinatra, Raquel, Adriano e tantos outros personagens.


    Minha Avaliação: 4,5 estrelas


    Ha det bra!!

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Maratona Literária 3.0: Inscrição e Metas

    Olá pessoal!!

    Essa semana está rolando o BookTube-A-Thon e fiquei morrendo de vontade de participar. E, apesar de não ter um canal no youtube aproveitei a animação da comunidade literária por lá pra dar um gás nas minhas leituras e para me divertir fazendo e vendo alguns dos desafios.

   Minha alegria ficou ainda maior quando eu descobri que a data do Maratona Literária tinha sido liberada e que o evento acontecerá semana que vem! Claro que aproveitarei para ter duas semanas seguidas de incentivos extras para me jogar nos meus universos paralelos! :D




    As inscrições para a Maratona Literária 3.0 rolam até domingo, dia 20/07 e vocês podem conferir todos os detalhes e informações neste post aqui e se inscreverem neste outro.

    Minha meta é um tanto quanto ambiciosa, mas a previsão do tempo aqui em Perth não está nada promissora pra semana que vem, então, tenho boas chances de conseguir alcançá-la. 

  • Quero terminar de ler The Magicians' Guild (O Clã dos Magos), de Trudi Canavan e escrever a resenha dele pra postar depois que a maratona terminar. Já li uns 30% dele, o que me deixa com aproximadamente 360 páginas para devorar.
  • Quero ler A June Bride, de Marybeth Whalen. Esse é curtinho e devo acabar suas 120 páginas num dia.
  • Quero ler a graphic novel Meteor Man, de Jeff Parker
  • Tenho que ler um livro com mais de 160 páginas que se encaixe no desafio da semana que vem da maratona "Wheel-a-thon", promovida pelo grupo Nothing but Reading Challenges do Goodreads. Estou torcendo para que The Magicians' ou a minha próxima opção se encaixem neste desafio. :)
    E, se sobrar tempo ou os deuses ajudarem...


    E aí, mais alguém animado para participar da Maratona Literária?

    Ha det bra!!

terça-feira, 15 de julho de 2014

Romances Contemporâneos #02: A Year of Weddings Novella - parte 2

    Hallo!!

    Hoje voltei com mais três romances da série A Year of Weddings Novella.
    Lembrando que o objetivo desta série de post é trazer minha impressão sucinta sobre alguns livros do tema proposto que andei lendo ultimamente.

    Vamos lá?!

  A March Bride, de Rachel Hauck



Um rapaz conhece uma garota e eles se apaixonam. Acontece que esse rapaz é um rei de um pequeno país e tem que mover montanhas para tornar legal que um monarca de Brighton se case com uma estrangeira. 
Mas será que essa é realmente a parte mais difícil de se superar nesse relacionamento inusitado? Será que medos e inseguranças serão capazes de separar esse casal?

A autora Hauck conseguiu escrever uma história doce e romântica onde o grande obstáculo para a felicidade do casal são suas próprias dúvidas.
Gostei bastante dessa leitura com doses certas de romance, inseguranças, amizade, lágrimas, risadas e amor. 

     Avaliação: 3,5 estrelas




  An April Bride, de Lenora Worth



Com uma história doce e assunto relevante a autora escreve sobre um tema pouco explorado na literatura ficcional.
Em An April Bride o personagem principal é um soldado recém voltado da zona de combate onde sofreu um atentado e entre outras coisas perdeu a memória, incluindo qualquer lembrança que ele tinha de sua noiva.

Agora, com o casamento a apenas quatro semanas de distância o casal tem que tentar se reconectar e descobrir se eles conseguem superar o trauma juntos.

Esse livro tem passagens e trechos lindos. Vale super a pena ler, afinal o amor é feito de mais coisas do que lembranças.


     Avaliação: 4 estrelas




  A May Bride, de Meg Moseley


A May Bride é uma história com uma premissa interessante, mas que pecou durante o seu desenvolvimento. 

Ellie foi criada por uma mãe que não confia em homens, e quanto mais soltos e urbanos eles são pior a impressão que ela tem deles .  Então seu relacionamento relâmpago com Gray é mantido em segredo por algum tempo.
Paralelamente ao início do seu relacionamento com Gray, Ellie tem que ajudar nos preparativos do casamento de sua irmã, que está sendo custeado e decidido pela mãe das garotas.
Quando as confusões acontecem Ellie fica dividida entre a família e o namorado, mas além de nenhuma das partes a suportarem a personagem me pareceu insegura e sem vontade própria demais. A autora tenta fazer com que a decisão dela de se alinhar a Gray pareça lógica e natural, mas na verdade me pareceu forçada.

O meio e o final da história não me agradaram. Ganhou o posto de pior leitura da série, até agora. 

                                                    Avaliação: 2 estrelas



Obs: Eu recebi todos os livros dessa série como cortesia da editora e através do Netgalley para lê-los e resenhá-los com a minha sincera opinião.


    Ha det bra!

domingo, 13 de julho de 2014

Oslo Bokfestival 2014

    Hei!

    Faltam dois meses para o Festival de Livro de Oslo de 2014.


    A data do festival deste ano foi liberada lá em janeiro, mas com a proximidade do evento as notícias sobre ele devem começar a se intensificar, assim como a liberação do programa para esses dois dias.

    A arena principal continuará sendo na praça Spikersuppa, na área central da cidade, entre o teatro e o parlamento, mas como no ano passado, provavelmente as atividades não se restringirão a essa área.

    Assim que eu souber de mais novidades compartilho com vocês.

    O site oficial do evento é  http://www.oslobokfestival.no/
    E o perfil no facebook é https://www.facebook.com/oslobokfestival

    Ha det bra!!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Contos de Asimov #03: "Someday"

    Hei hei!

    Hoje a minha mini resenha/discussão será sobre o terceiro texto dos "Contos de Asimov". Para saber mais sobre essa série de post é só clicar aqui.



    "Someday", de Isaac Asimov foi originalmente publicado na edição de agosto de 1956 da revista Infinity Science Fiction.


     Tentarei não dar grandes spoilers, mas já aviso que pequenos detalhes podem me escapar. Então se você não quer ter muita noção do que se trata a história deixe pra ler esse post depois de ter lido o conto.


     O que mais me chamou a atenção neste conto, tirando o final, foi a forma como as pessoas vivem nesse futuro, espero que distante. A impressão é de que a humanidade levou a evolução da tecnologia chegar a um ponto onde a intervenção das pessoas não é mais necessária em praticamente tudo.
     Na conversa entre dois garotos vislumbramos uma era onde a especialização é tamanha que a habilidade humana afunilou-se a controlar painéis, enquanto o grosso do gerenciamento da população, geração de alimentos e produtos, e produção de bens é um serviço desenvolvido por computadores. E, ao contrário do que muitas histórias abordam, os humanos não parecem nem um pouco incomodados com essa situação. Afinal, como é que vivíamos antes dos computadores? Como sabíamos qual era a forma mais eficiente ou eficaz para resolver um problema?
     Impressionou-me a escrita e a leitura foram totalmente abandonadas, viraram coisa de museu que pouquíssimos ainda conseguem decifrar. O conhecimento é gravado em fitas magnéticas, e seu conteúdo é simplesmente narrado. Num trecho o personagem de Niccolo fica maravilhado com a possibilidade dessas histórias narradas poderem ser visualizadas numa tela.
     Sério mesmo, que futuro é esse onde não existem livros escritos ou filmes e séries????

     O enredo é desenvolvido na conversa entre Niccolo e Paul e a interação dos dois com o robô Bard. A descrição física de Bard é limitada, mas sua função é a de contador de histórias. Através de um extenso vocabulário e regras de estruturas de enredo, Bard consegue criar inúmeras histórias, todas diferentes mas ao mesmo tempo todas muito parecidas.
   Bard é um modelo muito antigo, que ainda conta histórias sobre príncipes, desafios, reis e princesas, onde os bons meninos sempre vencem os maus. E é por ser antigo e ter um conteúdo desatualizado que Bard é destratado e menosprezado pelos dois garotos, só que a família de nenhum deles pode ainda arcar com um modelo novo.
     É no final da cena que Bard faz algo inusitado para um robô, sozinho, sem ninguém para lhe inferiorizar ele tem a doce certeza de que no final os computadores não são assim tão inferiores aos humanos.

     Novamente, como nos outros dois contos da categoria Robôs Não-humanos, nesse conto de 12 páginas o tratamento que é dado a esses robôs é uma peça importante na história. Eles não são humanos, porém eles também não são simplesmente coisas inanimadas. Seus circuitos e programação os elevam da categoria de coisa simples, e a forma como tratamos as inteligências artificiais, por mais básica que sejam, trás resultados inesperados pela humanidade.

     Numa era em que qualquer celular tem mais capacidade de processamento do que os primeiros computadores, vale a pena começar a refletir sobre a nossa influência nas coisas ao nosso redor. Já devíamos ter feito isso com relação a natureza, espero que tenhamos tempo para fazer isso com nossas criações.
    
    Ha det bra!

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Belezas da Western Australia #01 - Perth

    Olá pessoal!

    Esse ano eu troquei o verão norueguês pelo inverno australiano. E, apesar das chuvas, tenho conseguido conhecer um pouquinho dessa ilha continental. A princípio ficarei pela região de Perth mesmo, mas que sabe não rola uma estendida para algum outro estado.

    Estou encantada com a diversidade da fauna e flora daqui. São tantas árvores, arbustos, flores e pássaros diferentes. Alguns meio estranhos, mas belos a sua maneira.  
 

Arranha-céus do centro de Perth - 01


Arranha-céus do centro de Perth - 02


Parques de Perth - 01


Parques de Perth - 02


Arquitetura Perth - 01


Parques de Perth - 03


Parques de Perth - 04


Parques de Perth - 05


Parques de Perth - 06


Confluência dos rios Swan e Canning - 01


Arquitetura Perth - 02


Estátuas Perth - 01

    Ha det bra!!

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Contos de As Crônicas Lunares

    Hello!!

    Mês passado ao terminar de ler Scarlet, eu estava tão empolgada com a história que queria continuar imersa no universo criado por Marissa Meyer, mas como iria viajar logo em seguida, estava relutante em começar Cress.
    Olhando a página da série no Goodreads, vi que a autora já tinha liberado três contos e qual não foi a minha surpresa ao ver que existia um link para lê-los. 
    Assim, despretensiosamente eu descobri que poderia continuar lendo mais um pouco sobre As Crônicas Lunares, de graça, e ainda de quebra conheci um site super bacana que hospeda contos e histórias em progressão, o Wattpad.

    Então, sem mais delongas, deixe-me apresentar pra vocês quais são, sobre o que contam, o que achei e onde vocês podem ler essas gostosas histórias.




Título: Glitches
Série: The Lunar Chronicles #0.5
Autor: Marissa Meyer
Qde páginas: 32 (aprox.)
Leia online: Wattpad - Glitches


     Glitches é um conto que se passa antes de Cinder, quando nossa protagonista ainda é uma menina e acaba se ser adotada por uma nova família. Tendo que aprender a se encaixar na sua nova realidade, familiar e física, a doença que tanto irá ameaçar o mundo no futuro já atinge o pequeno universo de Cinder. Lidar com tantas emoções apresenta a menina algumas particularidades de sua condição ciborgue que podem ou não ser pequenas falhas ("glitches").



    Nesse conto lemos como foram os primeiros meses de Cinder após ela acordar de seu longo e invasivo tratamento, que salvou sua vida, mas a tornou ciborgue. A realidade é nova e intimidante, e marcantes eventos acontecem quase que seguidamente. Foi interessante ver como sua nova condição foi sendo aceita, ou não, por ela e pelas pessoas ao seu redor.
    Uma história 4 estrelas, que nos ajuda a entender um pouco mais o passado não só de Cinder bem como o de sua madrasta, também.





Série: The Lunar Chronicles #0.6
Autor: Marissa Meyer
Qde páginas: 35 (aprox.)


  The Little Android é um conto não relacionado com os personagens principais das Crônicas Lunares, mas essa releitura da Pequena Sereia se passa no mesmo universo.
    Quando o androide Mech 6.0 salva a vida do bonito engenheiro, seu corpo é destruído e durante seu concerto um mecânico descobre uma falha na sua programação. Androides não são feitos para desenvolver raciocínios não-lógicos ou respostas quase emotivas, muito menos se apaixonarem.



    Em The Little Android somos apresentados a clássica situação onde uma inteligência artificial começa a desenvolver "pensamentos próprios" e respostas quase emotivas para algumas situações. Os personagens aqui são novos, e é a androide Mech 6.0 que extrapola sua programação para salvar a vida de um humano em perigo. Esse salvamento não foi programado em seu cérebro positrônico, muito mesmo esperado como uma possível reação.
    Essa resposta quase irracional coloca a androide numa posição   Nesse conto lemos como foram os primeiros meses de Cinder após ela acordar de seu longo difícil e suas motivações e recursos para sair dela são apresentadas de uma forma simples e tocante.
    A história tem algo a mais do que isso, e gostei bastante de como a autora abordou a situação, 4 estrelas merecidas.
    Obs.: Levei em conta que esse conto está mais para uma fantasia e releitura do que para uma ficção científica pura.





Título: The Queen`s Army
Série: The Lunar Chronicles #1.5
Autor: Marissa Meyer
Qde páginas: 18 (aprox.)

     Esta na hora. O menino deve deixar a sua família para servir ao exército da Rainha. Ser escolhido é uma honra. Declinar é impossível. O menino é modificado, e em seu treinamento de anos ele aprende a lutar até a morte. Ele prova a Rainha, e a si mesmo, do mal que ele é capaz de fazer. Ele é justamente o tipo de soldado que a Rainha quer, o macho-alfa de seu bando.

 Cronologicamente este conto vem antes de Scarlet, mas para o bem da descoberta gradual de alguns pontos da história eu indicaria que este conto fosse lido após o segundo volume da série.


   Esse é o menor conto dos três, e foi o que eu mais gostei. Com ele pude entender melhor o nível de comprometimento da Rainha lunar com a criação de um exército letal mas ao mesmo tempo domável. E, como o personagem principal daqui é interessante e único desde pequeno, como as motivações para querer mudar de vida já existiam dentro dele muito antes dele aparecer já mais velho no arco principal da história.
    Ganhou de mim 4,5 estrelas!



    Ficou curioso, quer conferir também esses contos? Então aproveite e acesse-os pelos links que deixei de cada um. Os textos estão em inglês, mas o nível é tranquilo e a leitura gostosa. Vale a pena conferir se você também gosta da série.

    Bye!

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Li: Star Wars - Dark Force Rising

    Olá!

    Hoje escreverei sobre o que achei do meu segundo livro lido do universo estendido de Star Wars.



Título: Dark Force Rising (O Despertar da Força Negra)
Série: Trilogia Thrawn - livro 2
 Autor: Timothy Zahn
Editora: Bantam Spectra
Formato da edição: paperback
Qde páginas: 440

  Desafios: Seriously Series Reading Challenge 2014 (series started in 2014)
Full House Reading Challenge 2014 (book from a serie);
TBR Pile Reading Challenge 2014;
2014 Science Fiction Reading Challenge ;


Enredo:


    Dark Force Rising é o segundo volume da trilogia Thrawn e continua a história praticamente de onde Heir to the Empire a deixou.
    O Grande Almirante Thrawn, o mais astuto e implacável warlord (senhor da guerra) do moribundo Império, está no comando da remanescente frota imperial e lançou uma intensa campanha visando a destruição da Nova República. Enquanto isso, nossos heróis se dividem, Han e Lando correm contra o tempo para encontrar algo que prove ou refute uma traição vinda de dentro do alto conselho republicano; Leia se arrisca a cumprir uma promessa que pode render novos aliados, mesmo correndo imenso risco no processo; e, Luke vai em busca do mestre jedi que aparentemente sobreviveu a todos esses anos de hegemonia do Império.
    A recém e frágil nova república corre sérios riscos, tanto internos quanto externos. Traições, tentativas de golpes e rumores de uma frota perdida ameaçam a implementação dos ideais republicanos na galáxia.

"Wedge keyed off and rolled out of bed, feeling a stirring of old excitement. He'd seen a lot of action in the decade he'd been with the Rebellion and New Republic; a lot of flying, a lot of fighting. But somehow, the missions he remembered as being the most interesting always seemed to be the ones where Luke Skywalker was also involved. He wasn't sure why; maybe Jedi just had a knack for that" - pag. 395 


Minhas impressões:

    Este é um ótimo segundo livro! Ele traz desenvolvimento de personagens e de história, conseguindo ter um bom ritmo, introduzir novos elementos ao universo, se aprofundar na motivação de alguns personagens e apresentar trechos empolgantes, enquanto nos faz acreditar que realmente estamos lendo Star Wars.

    Os capítulos alternados entre os vários pontos de ação da história, aqui fazem um belo trabalho, pois a narrativa ganha dinamismo sem deixar de ter uma boa quantidade de detalhes. E nesses detalhes a história é conectada com os acontecimentos ocorridos na série cinematográfica, ou é explicada e enriquecida.
    Apesar de dinâmico, o fluxo de acontecimentos não tem um ritmo desenfreado, o que caiu bem para o desenvolvimento que a trama precisava ter e teve. As ações estão aqui, as lutas e fugas também, e por várias vezes sua animação dispara com elas, só que ler algumas revelações enquanto elas vão sendo descobertas, ou ir entendendo o estilo de ação de um ou outro personagem também representa uma parte bem satisfatória da experiência.

    Então é fácil entender porque gostei tanto de ter capítulos específicos mostrando os acontecimentos em torno do Grande Almirante Thrawn, seu poder de análise e dedução são poderosos, assim como seu raciocínio frio e forte. Han tem bons momentos, onde podemos ver um pouco mais do lado inteligente e diplomático dele. 
    Personagens até então secundários como Mara, Karrde e Fey'lya, ganham vida e corpo neste volume, enquanto C`baoth por exemplo continua um pouco misterioso e pouco explorado. Luke continua mostrando amadurecimento como jedi mas a estrela do livro pra mim foi Leia. Não é dela a maioria da narrativa, mas os capítulos focados nela são muito bons. Fiquei encantada com a forma que ela lidou uma situação dificílima no começo do último quarto do livro. Uma verdadeira princesa que tem a Força com ela.

 "And he (Han) remembered, too, the wrenching realization he'd had at that same time; that no matter how much he tried, he would never be able to totally protect her (Leia) from the dangers and risks of the universe. Because no matter how much he might love her - no matter how much he might give of himself to her - she could never be content with that alone. Her vision extended beyond him, just as it extended beyond herself, to all beings of the galaxy.
And to take that away from her, whekther by force or even persuasion, would be to diminish her soul. And to take away part of what he'd fallen in love with in the first place." - pag.65

    Marquei tantas passagens nesse livro, me empolguei, surpreendi e degustei tanto que não tinha como eu dar uma pontuação menor pra ele.


    Minha Avaliação: 5 livros


    Ha det bra!!

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Seriously Series Progress - Round 2

    Hei!

    Today's post is a quick follow up about my Seriously Series Challenge's progress.





    Categories (status so far):

    Series Started before 2014: 3/3
    Series Started in 2014: 0/8
    Series Reread: 0/2





    By month:

    April

     # Series started before 2014 
  • Completed: 0
  •  In progress: 1
            > A Year of Weddings (An April Bride)


     # Series started in 2014
  • Completed: 0
  • In progress: 3
            > Star Wars: The Thrawn Trilogy (Heir to the Empire)

            > MacGregor Trilogy (The Bridegroom Wore Plaid)

            > The Lunar Chronicles (Cinder)


     # Series reread
  • Completed: 0
  •  In progress: 0


    May

     # Series started before 2014 
  • Completed: 1
            > A Year of Weddings (A May Bride)
  •  In progress: 0


     # Series started in 2014
  • Completed: 0
  • In progress: 0

     # Series reread
  • Completed: 0
  •  In progress: 1
            > Harry Potter (Harry Potter and the Chamber of Secrets)


   June

     # Series started before 2014 
  • Completed: 1
            > The McCarthys of Gansett Island (Ready for Love)
  •  In progress: 0


     # Series started in 2014
  • Completed: 0
  • In progress: 2
            > The Lunar Chronicles (Scarlet)

            > Star Wars: The Thrawn Trilogy (Dark Force Rising)


     # Series reread
  • Completed: 0
  •  In progress: 1
            > Harry Potter (Harry Potter and the Prisoner of Azkaban)


    To see how was my progress during the first trimester click here.

    Ha det bra!!